sábado, 24 de outubro de 2009

Constante inconstância

Turbilhões de pensamentos afloravam minha mente
As sinapses aconteciam tão rápido, muito rápido.
Era como o efeito de uma droga viciante e acalmante
A sensação de prazer toda noite era insaciável
Dezenas e mais dezenas de mililitros de hormônios eram liberados
Serotonina, endorfina, e outras ‘inas’ buscavam mediar o equilíbrio de meu corpo
Então, repentinamente, tudo parou! Ou melhor, foi controlado.
As excessivas doses de tais substâncias não ocorriam como antes
Será que o prazer já não é mais o mesmo? Errado!
Entendi então que o melhor era deixar desse jeito
Desse modo, estava eu mais seguro das minhas inconstâncias.

Um comentário:

Menina X. disse...

Constante inconstância!!!!!